OCTYPE html> ROMEU TEM QUE MORRER (LETRA) - Xamã

Romeu Tem Que Morrer (Letra)

Xamã - Letras

Romeu Tem Que Morrer (Letra) - Xamã

Tulio Dek, Xamã
Vai!

Solta os Rottweiler, os Pit, solta os Bull Terrier
Chama toda sua banca que nós mostra pra você
Quem comanda essa p*, quem que bota pra f*
Cê mexeu com a Baguá, então agora cê vai ver
Nossa banca anda em bloco, nosso foco na luneta
Eu tava quieto no meu canto; cês pediram, agora é treta
Invejoso do c*, senhor bom samaritano
Aperta nossa mão e depois sai aí falando
Cê não é p* nenhuma, sabe nada desse mundo
A vaidade chegou tarde, te quebrou por um segundo
Não tem luz pra fazer sombra, sua cara vem à tona
Quis subtrair o rap, enquanto a Baguá só soma
E se me quiser sozinho, pode vir que eu te amasso
O mesmo sol que seca a água também brilha no cangaço
Red Nose, faz a pose, dá o close no Instagram
Nosso style é Bruce Lee, MVP, Butantã
MTV, [?], nem te vi de manhã
Na padoca, um picado, num freestyle com o Xamã
Pão na chapa, gol de placa, Good Morning, Vietnam
Black belt, Michael Phelps com as medalha, mente sã
Não parei, dei um tempo, desse tempo passatempo
Contratempo, entretempo, meio-tempo, ao mesmo tempo
Para não perder o tempo que essa geração só perde
Só zumbi, geração Walking Dead
E com Deus e com Jesus Cristo, guiado por Lampião
É na foice, é no coice, ou na agulha do oitão
Os trouxa de toca na moita
Babando espuma e comendo mosca
Sua pose de trouxa entrega
Sua mente escrota e sua mente tosca
Moleque ligado, bolado
Sentado calado, sendo observado
[?], soldado guiado
Blindado amado, alado, danado
No autotune [?]
Noiado, morgado, folgado
Cansado, atado, arranhado
Trincado, enfezado
[?] do c*
Baralho mandado
Queimado no trago do passado
A reza num me entrega
Me erra, enterra nos olhos da terra
A guerra que berra e encerra
Tudo aquilo que o ódio emperra
A faca do chakra [?]
O aço da ponta da faca
Ressaca [?]
Baba na mala do Opala, sem pala
Me fala no calor, no drop da bala
Pedala e rala
[?], otário
Descansa no set da [?]

Eu disse: “Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?”
Já são umas quatro e trinta
Meu bonde já tá atrasadão
Eu disse: “Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?”
Já temos quadro e tinta
Meu bonde já tá atrasadão

Onte-ontem eu vi uns cara de Corolla
Com pistolão cromado
E com cordãozão pra fora
Deu dois tirão pro alto
Um pegou em Nossa Senhora
Quem matou fugiu de foco
“Deus do céu, meu Pai, e agora?”
E o céu tampou de preto
Em poesia e papo reto
Nasci pra somar pro gueto
E deixar rap pros meus neto
Sou abusado, é fato, e me rotulam desafeto
Eles vieram pelo mato e deram os papo
Eu quero os rato, só tem beato no poder
Ache-me, se não puder me ver
Ligue 0800, eu mando um soco pra você
Escrevemos sem acento, sem ligar pra quem vai ler
Cinco minutin’ sem base, é os kamikaze do CD
Aqui nós rima assim, p*
Muito abusadin’, morra
Quem é você pra vir querer falar de mim, p*?!
Modo super saiyajin, rasgando calça jeans
Burn Babylon, Sodoma e Gomorra
Tem mais do que seu senso minúsculo pode ver
Pôr do sol, playboy, pra tu tem crepúsculo em DVD
Se tiver, até te busco de [?]
Nas costa do Cristo com meu [?]
Passa lá e me vê
Tamo aê, virei índio de sarau
Superhero, Superbad, Xamã sobrenatural
Sou super natural
Sou funk, James Brown
Ha, hoje eu acordei System of a Down

Eu disse: “Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?”
Já são umas quatro e trinta
Meu bonde já tá atrasadão
Eu disse: “Filho, mal não te tocará
Gângster ou hamster, qual se tornará?”
Já temos quadro e tinta
Meu bonde já tá atrasadão

É meu refrão apaixonado pra você
Pra sua informação, Romeu tem que morrer

Romeu Tem Que Morrer (Letra) - Xamã