OCTYPE html> 44 PROBLEMS (LETRA) - Xamã

44 problems (Letra)

Xamã - Letras

44 problems (Letra) - Xamã

Uma pessoa, ontem à tarde, se deparou com uma sacola um tanto quanto suspeita
A pessoa, por curiosidade, foi ver o que tinha na sacola, e olha só o que ela encontrou:
Munições de calibre 44
Ó, 44 problems
44
Macho do Rio de Janeiro
Munições calibre
Baguá Records
44

Aí, minha tia, filma o crime, p*, é o ronca da cena
Melhorzinho do time, pô, 44 problema
O suspeito portava maconha, flow e poema
Produtor, ex-vendedor de Mary Jane Madalena
Hey Jack, por que que cê mistura os fonema?
O que que cê tava fazendo lá em Ipanema?
Em pleno Posto 9, beck, isqueiro, de revólver
Se der bala, nóis devolve, mano a mano nóis te empena
É o mundo sujo, Junior, do lado de lá do túnel
Transfere pra minha conta, é o velho oeste Western Union
Vou fumar essa ponta antes que cê mesmo fume
Baguá é o Darth Vader, cês são o Baby Looney Tunes
Estranhos como Goonies; desculpa, ninguém vai abaixar o volume
Nadando com os tubarões, eu sinto seu perfume
Eu acho que te amo, também amo seu cardume
Eu acho que te odeio, baby, isso que nos une
Fugi de casa, larguei essa p* toda
É o jovem Anakin, tão falando mal de mim pro Mestre Yoda
Eu quero é que se… que se f*
Soltem a ideia da cabeça antes que seu crânio ecloda

44 Bruce Willis, nóis é duro de matar
Nunca fomos em Nova York, só na estátua da VK
Nossa gangue é a mais sinistra que você já ouviu falar
Nossa caneta é raspada, tinta de fuzil AK
44 Bruce Willis, nóis é duro de matar
Nunca fui na Califórnia, esse ano eu vou pra lá
Nossa gangue é a mais sinistra que você já ouviu falar
Fala baixo, aqui é o ronca, Xamãzin’ tá na Baguá

P*, mermo se eu não tivesse
Eu ainda te atropelava, p*
Tá maluco?!
Aí, 44 Zona Oeste, Campo Grande, Vila Carioca
Tem problema nenhum não
Resolve com o Jairo
Tem problema nenhum não
Resolve com o Jairo

Arrrrrgh
Baguá Records the Dark
Aplico truques de Mandrake
Em selva de concreto, fio
RD é Richard Park
É mais gorila que o Murdoc
Liga o Ycaro e contrate
Gata, se ver nóis no palco é só fazer o 4 da FAC
Hey Jack, nós somos vagabundos de Paris
Colecionadores de calcinha de filha de atriz
Coletando dores de uns soldado ali nada feliz
Boladão, mas tem os seus valores exportando fuzis
Eu vou voltar pra casa surpreendendo minha família toda
Vendedor de rimas, as conta paga e minha mãe toda boba
Minha caneta azul dispara sempre em direção do Logan
Flow alienígena da NASA, um dragão-de-komodo

44 Bruce Willis, nóis é duro de matar
Eu sou o rei da Califórnia e vou levar o Xamã pra lá
Nossa gangue é a mais sinistra que você já ouviu falar
Nossa caneta é raspada e essa é a tropa da Baguá
44 Bruce Willis, nóis é duro de matar
Eu sou o rei de Nova York e vou levar o Xamã pra lá
Nossa gangue é a mais sinistra que você já ouviu falar
Nossa caneta é raspada e essa é a tropa da Baguá, p*!

Mesmo se não fosse, haha
Nóis ia amassar teu bigode do mermo jeito, p*
(É dessa forma aí!)
Tá maluco?!
Ih, ó o Ycaro ali! Voltei, mané! Voltei, mané!
Ali minha mochila, mano
Ali minha cama
Cadê s maluco de bandana que ficava aqui nesse canto?
Aí, Indiozinho, tá magro (44)
*scratches*
Só caubói revoltado, te marquei no 44
Só caubói revoltado
Só caubói revoltado, te marquei no 44
Só caubói revoltado, te marquei no 44

Ó o maluco tentando me camundonguear
Aí perguntou: “Tu é daonde? Tu é daonde?”
Falei: “Sou lá de Campo Grande”
“Tá vindo de onde?”
Falei: “Tô vindo lá de Campo Grande”
Aí o cara falou:
“Como tu tá vindo de um lugar que você é? Que que tu tá fazendo aqui?”
Eu falei: “Pô, peguei o ônibus errado”
Ele falou: “Tu é 171, hein, rapá? Tá fazendo o que aqui, p*?!”
Falei: “P*, Rio de Janeiro é f*!”

44 problems (Letra) - Xamã