OCTYPE html> EGÓICO (LETRA) - Sagaz

Egóico (Letra)

Sagaz - Letras

Egóico (Letra) - Sagaz

Falei de amor e vendi como água
Agora é como se não houvesse mágoa
Me leve a sério, não fode, nem tudo é love
Eu tô cantando a minha vida desde 2009
Conforme o nome fica forte, o papo fica forte
Me odeiam, mas respeitam meu corre
Eu tô botando 24h dentro das estrofes
Não tenho tempo pros boatos que eu fiquei esnobe
Oh, se minha insonia soubesse
Oh, se nesse mundo eu coubesse
Ou se, talvez eu houvesse
Guardado meu talento a sete palmos do chão
Não ia expor tanto o meu coração
Eu tentei, mas não consegui ser cuzão, não
Voltei pro plano pra cumprir minha missão

O que você sabe de mim?
O que você sabe de mim?
Nada, muito pouco
O que você sabe de mim?
O que você sabe de mim?
Nada, muito pouco
Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo

Deixei meu violão aí, pr’ocê lembrar de mim
Colorindo sua tarde cinza sentada num sofazin’
Cantando letras que eu escrevi com carin’
Pra te ilustrar como é que é o mundo pra mim
Enaltecendo umas vivências que eu nunca vivi
Pra ver se eu aprendo comigo toda vez que eu me ouvir
Meu ego é muito, muito grande
Eu preencho vazios pra me sentir importante

Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo
Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo

Deixei meu violão aí
Porque ele não tinha que tá aqui
Virou poesia que outro dia eu escrevi

Falei de amor e vendi como água
Agora é como se não houvesse mágoa
Me leve a sério, não fode, nem tudo é love
Eu tô cantando a minha vida desde 2009
Conforme o nome fica forte, o papo fica forte
Me odeiam, mas respeitam meu corre
Eu tô botando 24h dentro das estrofes
Não tenho tempo pros boatos que eu fiquei esnobe
Oh, se minha insonia soubesse
Oh, se nesse mundo eu coubesse
Ou se, talvez eu houvesse
Guardado meu talento a sete palmos do chão
Não ia expor tanto o meu coração
Eu tentei, mas não consegui ser cuzão, não
Voltei pro plano pra cumprir minha missão

O que você sabe de mim?
O que você sabe de mim?
Nada, muito pouco
O que você sabe de mim?
O que você sabe de mim?
Nada, muito pouco
Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo

Deixei meu violão aí, pr’ocê lembrar de mim
Colorindo sua tarde cinza sentada num sofazin’
Cantando letras que eu escrevi com carin’
Pra te ilustrar como é que é o mundo pra mim
Enaltecendo umas vivências que eu nunca vivi
Pra ver se eu aprendo comigo toda vez que eu me ouvir
Meu ego é muito, muito grande
Eu preencho vazios pra me sentir importante

Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo
Eu sei que isso parece tão romântico
Mas pra mim é só questão de orgulho
Eu e meu ego, destruindo o mundo

Deixei meu violão aí
Porque ele não tinha que tá aqui
Virou poesia que outro dia eu escrevi

Egóico (Letra) - Sagaz