OCTYPE html> TI, TI ,TI (LETRA) - Rzo

Ti, ti ,ti (Letra)

Rzo - Letras

Ti, ti ,ti (Letra) - Rzo

É manifesto, em nome dá
dignidade dá
periferia
essa é a minha a sua rua é a família
nossa história de glória é estar vivo
saber fazer o uso do respeito devido
aqui é não se fala demais não se deda
enfim malandro não cai, hé nem escorrega
seja 100%, sujeito, mano,
que não precisa de pano
que troca idéia certa
do lado de fora de dentro da cela ladrão
conhece a favela que nem a palma da mão
onde prego não cola, da maconha que rola
nem tão pouco fuma quanto menos enrola
tanta quebrada mais pilantra é o .. sujou
que fala mal do lavador, pra ele ninguem presta
fale idéia engole, zum zum zum cheira mal

[REFRÃO]:

ti ti ti ti blá blá blá blá
lero lero lero zero vezes zero
zum zum zum cheira mal
zum zum zum cheira mal (2x)

Um bom malandro tem que honrar
saber caminhar
pois o vento que venta lá, venta cá
devagar a qualquer lugar que vá
é o dever de quem chega pedir com liçenca
é, nascer aqui é um merito
universo periférico
povo sofrido favelado lutando é o exército
a muito tempo, como diz nego véio Badu
a dor mais forte de um homem é a fome
mó neurose má condição dos barraco
a corrupção dos rato congestionou
mano pelo amor nego Saboti aviso
celular é um explosivo atômico
vi vários que ficou até louco
procurados pela lei, em órbita
ou cólera antenas parabólicas
abre o livro pela vida e lê bíblia
um homem que fala mal do seu próprio irmão é um homicida
e saiba que é mó pinokia
tomar apunhalada pelas costas

[REFRÃO]:

ti ti ti ti blá blá blá blá
lero lero lero zero vezes zero
zum zum zum cheira mal
zum zum zum cheira mal (2x)

Tambem notei sandrão, o estopim deu vários green
por fim louquim dissera Maurim melhor sozinho
te culpam, sistema fede mente apodrece
policia segue Sabotei por Deus na febre
favela calma, capeta atenta jão não vejo a arma
calma, abala, se pá dormiu na vala
favela tem que vive de bem com o crime
que Deus me livre ele vive ele sim foi quem me ensinou respeitar
por parecer de quem não tem mãe
Deus me livre
Branco e Preto Pobre mostra um Brasil triste
a minha raça posta, no reajustamento
meu pensamento, respeito é a lei é o álibi meus instrumento
malicia é o RAP é claro que esquece
nesse lugar que canto hoje sempre estive
de miguelagem RAPiage
no morro então que curto a Lice
nó no mar de horror, os loucos me apoiou
eu vi gritar honrou me emocionou
se tem que ver Jou, os manos sempre trincou
Neno me disse quem catou
chegou melhor tá bom tô Lice
aquele que quer ser o pai do crime
se é ladrão não desgosta
pinta cão desossa
ninguém quer ser He-Man
Tão pouco Espectreman
que droga, um teste, um brother
a droga, alguém que chora,
sempre uma senhora
ó Deus que colabora, por nossa senhora
eu me enfraquejo ao ver meu mano sempre indo embora
ti ti ti ti blá blá blá blá
lero lero lero zero vezes zero
zum zum zum cheira mal
zum zum zum cheira mal

[REFRÃO]:

ti ti ti ti blá blá blá blá
lero lero lero zero vezes zero
zum zum zum cheira mal
zum zum zum cheira mal (2x)

Ti, ti ,ti (Letra) - Rzo