OCTYPE html> REAL PERIFERIA (LETRA) - Rzo

Real Periferia (Letra)

Rzo - Letras

Real Periferia (Letra) - Rzo

São vários manos lá na favela
Outros manos lá no parque
Pirituba com chuva ou sem chuva é assim, se marcar é o fim
Tem que ter a ideia certa, não basta tem que ser sangue-bom
Que não vacila, que não pira, pois veja bem, confira
Que dó da sociedade todos pensam que nós somos

Coisa ruim, na verdade eles são assim
Trabalha o dia inteiro, é um androide do sistema
E a noite se recolhe ao preconceito do seu doce lar
Essas pessoas têm a alma tão pequena
Tornam mais felizes o diabo e o sistema

Não vivem, sobrevivem, se acham muito humilde
Só que não falam com vizinhos
Tipo nem pensa em ser unido
Se andamos de madrugada elas ruas, vejam só
Pegam o telefone e nos descrevem à policia
Só tem malícia, sede de atrasa

Gentalha que deixa falha merece salva de bala na cara
E assim que vivem brasileiros, mas não todos
Na favela não somos honramos o que somos
Todo mundo se respeita aqui ninguém vacila
Tão é isso, tão se liga vacilou já toma tiro

Se é periferia todo dia e ficar no sangue-bom é só alegria
Mas fique esperto com patifaria e policia
Veja bem, escute bem, periferia todo dia acontece assassinatos
Violência tem que ter consequência
Como saber se o próximo sou eu ou se é você
Por isso atenção poder mané ou seja ladrão
Nada mudará se enquadrar na escuridão
Se liga nesse aviso, é apenas um toque
Na rua a lei é dura, quem não pode sofre

Meu Senhor, por favor, paz e amor
Ilumine a periferia e nos livrai de toda dor
É duro comédia quem se acha tão valente
Não tem peito de aço, e carne e osso simplesmente então
Pra que tanta pose se uma doze estoura mente, irmão
Se liga na puli quem respeita é inteligente
Fico doente quando ricos indecentes
Com tanto dinheiro e não estão contentes
Mais que nada nós sabemos o futuro deles, é inevitável
O mundo sempre nos diz vai morrer, vai morrer
Se é periferia todo dia e ficar no sangue-bom é só alegria
Mas fique esperto com patifaria e polícia

Eu me lembro de uma vez foi na favela
Da mandioca na quebrada em pirituba foi na lua da madruga
E ali são vários manos assim que é sangue no olho
O crack lou o mano correndo pra cima da banca já vem
Os manos correndo a mil tudo eles Deus por nóis foi triste

Real Periferia (Letra) - Rzo