OCTYPE html> SAMBA (LETRA) - Rodriguinho

Samba (Letra)

Rodriguinho - Letras

Samba (Letra) - Rodriguinho

Eu nasci em uma tempestade de trovões
Eu cresci do dia para noite
Eu joguei sozinha
Eu joguei por contra própria
Eu sobrevivi
Hey
Eu queria tudo o que eu nunca tive
Como o amor que vem com a luz
Eu sentia inveja e eu odiava aquilo
Mas eu sobrevivi

Eu tinha uma passagem só de ida ao lugar
Onde todos os demônios vão
Onde o vento não muda
E nada na terra pode crescer
Sem esperança, apenas mentiras
E você é ensinado a chorar em seu travesseiro
Mas eu sobrevivi

Ainda estou respirando
Ainda estou respirando
Ainda estou respirando
Ainda estou respirando
Eu estou viva
Eu estou viva
Eu estou viva
Eu estou viva

Eu achei conforto no lugar mais estranho
Na parte de trás da minha mente
Eu vi minha vida no rosto de um estranho

Eu achei conforto no lugar mais estranho
Na parte de trás da minha mente
Eu vi minha vida no rosto de um estranho
E o rosto era meu

Eu tinha uma passagem só de ida ao lugar
Onde todos os demônios vão
Onde o vento não muda
E nada na terra pode crescer

Eu estou viva
Eu estou viva

Eu achei conforto no lugar mais estranho
Na parte de trás da minha mente
Eu vi minha vida no rosto de um estranho
E o rosto era meu

Eu tinha uma passagem só de ida ao lugar

Samba (Letra) - Rodriguinho