OCTYPE html> PELEJA (LETRA) - Ponto de Equilíbrio

Peleja (Letra)

Ponto de Equilíbrio - Letras

Peleja (Letra) - Ponto de Equilíbrio

Passarinho cantou, 2012 passou e até o papa renunciou
Calendário mudou, o povo não se libertou
Ai, ai, ai, mandela desencarnou…
Continuamos exercitando o dia a dia com amor (com amor)
Para mantermos sempre em forma, a nossa paz interior
Mas a babilônia vampiriza, não descansa
Ela escraviza o bom trabalhador
Babilônia vampiriza, não descansa
Ela escraviza o bom trabalhador

Que acorda cedo (bem cedo)
Com disposição para garantir o pão
Acorda cedo (bem cedo) com disposição, éi-éi
Garantia de vida não tem para o povo
Na corda bamba se equilibram de novo

Link Patrocinado

São malabaristas no fio da fé, é é
Malabaristas no fio da fé, é é
“Refrão”: Passarinho…
Eleições e os gastos da copa, político
Rouba quem paga é você, mas quando estourar
No brasil uma guerra civil o mundo vai ver
Guerra civil, como nunca se ouviu falar
Guerra civil, como nunca se viu, se viu

Link Patrocinado

Peleja (Letra) - Ponto de Equilíbrio