OCTYPE html> WICKED MAN’S REST (TRADUÇÃO) - Passenger

Wicked Man’s Rest (Tradução)

Passenger - Letras

Wicked Man’s Rest (Tradução) - Passenger

Você pode dizer que eu sou maluco, você pode dizer que eu sou louco
Mas eu sou apenas tão ruim quanto o fabricante que me fez:
Pecador nas trevas, mentiroso na igreja
Silêncio do homem surdo, a busca do homem cego
Lágrima que cai, recordando a memória
Espírito em seus sonhos e suas gravações secretas
Partidas do homem louco, o nó na garganta
A ervilha debaixo do lençol, o buraco em seu casaco
Cantor com o som baixo, vencedor na derrota
Poeta de sobretudo à procura de um bronzeado
Em seu aniversário, prisioneiro em seu primeiro dia
Cansado da nova onda

Eu levanto para te encontrar enquanto sua confiança se desmancha em vergonha
Ah, essa inocência se transformou e perdeu o rumo
Refazer as pegadas fora do caminho de onde eu vim
Eu sou a besta em você, a besta em mim

Para onde vamos?
As portas se fecham em uma hora

Você pode dizer que eu sou maluco, você pode dizer que eu sou louco
Mas eu sou apenas tão ruim quanto o fabricante que me fez:
Agulha para o usuário, a dor no seu peito
Mendigo e seletor; o descanço do cruel
Medo no dublê, chacota no parque infantil
Garrafa na mão do velho sujo bêbado
Folha que cai, outono chamando, nuvens escuras se formando

Eu levanto para te encontrar enquanto sua confiança se desmancha em vergonha
Ah, essa inocência se transformou e perdeu o rumo
Refazer as pegadas fora do caminho de onde eu vim
Eu sou a besta em você, a besta em mim

Roer minhas unhas até a carne
Onde a confiança de um acaba, outra mentira começa
Curativos sobre os buracos em meu coração enfraquecido
O qual anjos seguram e demônios o puxam

Eu sou a besta em você, a besta em mim
A amargura, o ciúme
A parte de você que nunca dorme

Você é meu anjo?
Será que vamos andar toda a noite por ruas solitárias?

E você mal pode imaginar o que você nunca teve antes
E a razão que você está determinado ainda deixa você querendo mais

Eu levanto para te encontrar enquanto sua confiança se desmancha em vergonha
Ah, essa inocência se transformou e perdeu o rumo
Refazer as pegadas fora do caminho de onde eu vim
Eu sou a besta em você, a besta em mim

Wicked Man’s Rest (Tradução) - Passenger