OCTYPE html> ESTRANHO (LETRA) - Marilia Mendonça

Estranho (Letra)

Marilia Mendonça - Letras

Estranho (Letra) - Marilia Mendonça

Deixa eu perguntar uma coisa
Não tá dando certo entre a gente?

Quem cala consente
Eu acho que deu pra entender.
A minha mão já não tá mais na sua
A gente anda pela rua separados
Nem parecemos namorados
Aliança virou enfeite de dedo
A nossa cama agora é só pra dormir mesmo
E no carro parece que eu tô levando um simples passageiro

Estranho
Você me beija e minha boca estranha
O seu carinho parece que arranha
O seu abraço é tão solto, não consegue me Prender

Quem cala consente
Eu acho que deu pra entender.
A minha mão já não tá mais na sua
A gente anda pela rua separados
Nem parecemos namorados
Aliança virou enfeite de dedo
A nossa cama agora é só pra dormir mesmo
E no carro parece que eu tô levando um simples passageiro

Estranho
Você me beija e minha boca estranha
O seu carinho parece que arranha
O seu abraço é tão solto, não consegue me Prender

Onde eu desconheci você?

Deixa eu perguntar uma coisa
Não tá dando certo entre a gente?

Quem cala consente
Eu acho que deu pra entender.
A minha mão já não tá mais na sua
A gente anda pela rua separados
Nem parecemos namorados
Aliança virou enfeite de dedo
A nossa cama agora é só pra dormir mesmo
E no carro parece que eu tô levando um simples passageiro

Estranho
Você me beija e minha boca estranha
O seu carinho parece que arranha
O seu abraço é tão solto, não consegue me Prender

Quem cala consente
Eu acho que deu pra entender.
A minha mão já não tá mais na sua
A gente anda pela rua separados
Nem parecemos namorados
Aliança virou enfeite de dedo
A nossa cama agora é só pra dormir mesmo
E no carro parece que eu tô levando um simples passageiro

Estranho
Você me beija e minha boca estranha
O seu carinho parece que arranha
O seu abraço é tão solto, não consegue me Prender

Onde eu desconheci você?

Estranho (Letra) - Marilia Mendonça