Dilúvio (Letra da Musica)

Grupo Sensação (Letras de Musicas)

Letra da Musica: " Dilúvio "

Quando o véu do templo rasgou
Parece que Deus se zangou
A gente resiste de pé
Carrega a cruz e a fé e seja o que Deus quiser

A aguá do barro é a lama
Se é água do poço derrama
Onde a sede que Deus leve água
Onde a choro que afogue a magoa

A aguá do barro é a lama
Se é água do poço derrama
Onde a sede que Deus leve água
Onde a choro que afogue a magoa

Pelo amor agonia da gente
Na hora que p céu desaguar
Se todo lugar a enchente
No preto, no verde, no azul do olhar
O cacto salva o cristão
A larva que lava o vesúvio
Na chuva de todo verão
É que todos verão o dilúvio
Na chuva de todo verão
É que todos verão o dilúvio

Ôooo

Quando o véu do templo rasgou
Parece que Deus se zangou
O sertão ficou feito mar
Fez o sertanejo chorar
Será que um dia será
Dá cor que reluz o luar
A gente resiste de pé
Carrega a cruz e a fé e seja o que Deus quiser

A aguá do barro é a lama
Se é água do poço derrama
Onde a sede que Deus leve água
Onde a choro que afogue a magoa

A aguá do barro é a lama
Se é água do poço derrama
Onde a sede que Deus leve água
Onde a choro que afogue a magoa

Pelo amor agonia da gente
Na hora que p céu desaguar
Se todo lugar a enchente
No preto, no verde, no azul do olhar
O cacto salva o cristão
A larva que lava o vesúvio
Na chuva de todo verão
É que todos verão o dilúvio
Na chuva de todo verão
É que todos verão o dilúvio

Quando o véu do templo rasgou
Parece que Deus se zangou
O sertão ficou feito mar
Fez o sertanejo chorar
Será que um dia será
Dá cor que reluz o luar
A gente resiste de pé
Carrega a cruz e a fé e seja o que Deus quiser

O sertão ficou feito mar
Fez o sertanejo chorar

A gente resiste de pé
Carrega a cruz e a fé e seja o que Deus quiser

A aguá do barro é a lama
Se é água do poço derrama
E seja o que Deus quiser