OCTYPE html> CHORO RARO (LETRA) - Gabriel e Rafael

Choro Raro (Letra)

Gabriel e Rafael - Letras

Choro Raro (Letra) - Gabriel e Rafael

Quem disse que um bruto não chora
Não conhece a minha história
Não sabe o que eu passei
Por essa moça

Do rosto escorre em meu copo
O sal de um choro raro de ver
E pra fazer isso acontecer
Só o adeus dessa moça

Pensa numa dor doída?
Vem feito um soco na cara
Virou do avesso a minha vida
A falta dessa danada

Que foi embora
E pegou todas as suas coisas e jogou na mala
E juntou todos os meus defeitos e esfregou na minha cara
Nem deu chance de eu falar mais nada
Tava errado, eu sabia
Mas jamais podia pensar que um dia ela ia

Do rosto escorre em meu copo
O sal de um choro raro de ver
E pra fazer isso acontecer
Só o adeus dessa moça

Pensa numa dor doída?
Vem feito um soco na cara
Virou do avesso a minha vida
A falta dessa danada

Que foi embora
E pegou todas as suas coisas e jogou na mala
E juntou todos os meus defeitos e esfregou na minha cara
Nem deu chance de eu falar mais nada
Tava errado, eu sabia
Mas jamais podia pensar que um dia ela ia

Eu amava
Do meu jeito roceiro, grosseiro assim mesmo eu amava
Me mudar a essa altura do campeonato já não dava
Mesmo assim ela ainda quis tentar
Depois viu que era inútil e se foi
Viu amigo porque hoje eu bebo e choro aqui nesse bar

Choro Raro (Letra) - Gabriel e Rafael