OCTYPE html> AMANHÃ (LETRA) - Cólera

Amanhã (Letra)

Cólera - Letras

Amanhã (Letra) - Cólera

Ruas fechadas, gangs armadas
Facas, ferros, armas mortais
Por nada – por nada!
Becos em rincha até com a polícia
Brigam, matam, cantam e bebem
Por nada – por nada!
Corpos queimados, rostos cortados,
Gente morta ou mutilada
Por nada – por nada!
Não, não é filme, é o futuro
Nossos filhos vão se matar
Por nada – por nada!
Tente mudar, tente mudar
Tente mudar, mudar o amnhã
Tente mudar!!!

Amanhã (Letra) - Cólera