OCTYPE html> QUE BAIXO (LETRA) - Carmen Miranda

Que Baixo (Letra)

Carmen Miranda - Letras

Que Baixo (Letra) - Carmen Miranda

Barbosa Jr – Ai! Não me fales, não te entendo “baratino”
quase que eu não te perceba tua lábia indecisa
Vai desguiando, desaperta para a esquerda
vai ver se tou na esquina comendo pastéis de brisa

Carmen Miranda – Tu não tens “papa” para mim, eu sou de circo
piso firme no trapézio e o meu pulo é mais seguro
“Conversa mole”, vai pregar noutro deserto
tu não sabes que eu conserto qualquer relógio no escuro

CM – Tu vens de “baixo”, por baixo do baixo
e baixo tão baixo não tem no meu choro
Bem de fininho vais ficar nessa agonia, vai
que eu vou p’rá casa, mas não levo desaforo, não

BJ – Tu vens de “baixo”, por baixo do baixo
e baixo tão baixo não soa direito
Se continuas dando baixo por aí, assim
tu vais ficar sem querer daquele jeito

BJ – Dê um jeitinho, seja um pouco camarada
Tou de cabeça virada, estou “roxo” por carinho
Perdi a bossa, eu quero virar graveto
Anda, leve este esqueleto, quero ser teu cachorrinho (au, au)

CM – Quem que conhece que te compre, que te leve
Que isto tudo seja breve, que és veneno, não me atrevo
Mas não me venhas mais de borzeguins ao leito
Que assim não tiras proveito, eu assim não te recebo…

——————————————————————————–

“baratino” = atordoado
“não ter papa” = não convencer
“dar baixo” = ser deselegante e inoportuno
“de fininho” = sem perceber
“estar roxo” = estar ansioso por algo
“borzeguim” = botina amarrada por cordões

Que Baixo (Letra) - Carmen Miranda