OCTYPE html> ARBITRO DE VÍDEO (LETRA) - Alves

Arbitro de Vídeo (Letra)

Alves - Letras

Arbitro de Vídeo (Letra) - Alves

Bendita é o fruto
(Yhea) Chegou chegou, teste teste, um dois
Deixo o antes pra agora e o hoje pra depois
(Yhea) Chegou chegou, teste teste, um dois
Deixo o antes pra agora e o hoje pra depois
Cristão tou sempre mais crente em minhas vezes
Já tou aqui à varios anos e alguns meses
Cristão tou sempre mais crente em minhas vezes
Já tou aqui à varios anos e alguns meses
Dizendo que o rap é salva vida desse mar
Que as ondas são profanas e prontas pra te afogar
Alguns vão aflorar, outros quer acender
Eu posso te afirmar, que a firma vai render
Todo bebê é inofensivo e só sabe babar
Mas cresce bebe muito e quer andar de bar em bar
Buscando a mais gelada e alguém pra se inspirar
Mundão desce redondo cuidado pra não rodar

Bendita é… o furto (Yhea)
Ei rap, desculpa hoje eu vou te ofender
Mas tenta entender, não sou do tipo de rapper que vive de rima clichê
Faço valer meu tempo em cima da base pra que eu melhore minha prática
Hoje minha tática é “Quer me ver? Então paga cachê”, pilantra vai se f*
Luto contra o sistema sem ter minha carteira assinada
Faço a carreira do rapper que vive com a napa na carreira fica assassinada
Tenho pena do pobre coitado que acha que a voz afinada vale mais que cantar ideologia por isso que tua rima sai daqui finada
Sem ideia fiada, juro tô com a métrica afiada
Você no mic é piada, moral manchada
Sem respeito na calçada, hoje não vale de nada
Eu sei, meu time ta fora da tua alçada
E pro teu azar, hoje é dia de caçada
Me faz um favor, tira da sala toda essa criançada
Que hoje acordei invocado só pra acabar com a palhaçada

É que eu nasci à pouco tempo, e esse jogo virou tédio
Meu dedo médio pro seu discurso de ódio
Não vim pra tar no pódio mas pra derrubar teu prédio
Dar vida a um mundo mórbido e matar esse assédio
Perdido é pouco pra quem ta no mundo pra fugir, pra fingir
Ninguém se liga nem se interliga ou dialoga só se loga e logo larga
Passo largos pro que não esgota
Solidão compartilhada mundão sinistro
Mais importante que a vivência é o registro
Trocamos as conexões astrais pela wifi
Cantado essa liberdade eu não faço mais do que me redimir
Eu busco justiça a qualquer custo, ter alguns motivos pra sorrir
Sejam feitas minhas vontades, Deus me escuta eu to aqui
Mais disciplina do que isso só se eu rimasse de uniforme
Hoje ta na minha conta e ta tudo nos conformes
Algum problema? Faça o favor, informe, que nós resolve
Eu gosto de quem me afronta e não de quem me comove
Sem arrependimento nem culpa, sem perdão nem desculpa
Filho não foge à luta, nós veio pra ficar
Ninguém se liga nem se interliga ou dialoga só se loga e logo larga
Passo largos pro que não esgota
Solidão compartilhada mundão sinistro
Mais importante que a vivência é o registro
Trocamos as conexões astrais pela wifi
Por isso pede 100 e não pensam pra mãe e pai

Sete de agosto de noventa e seis, nascendo o pesadelo de vocês
Principe da rua aos dezasseis, já ditava minhas leis
Matei todos os reis, tamo em qual mes
Eu faço o que cês não faz é que eu fiz o que cês não fez
MCs querem camarins, [?] e afins (Ah)
Dois ano atrás não eram bem assim
Purple drinks na have a dreams
Rap game igual the sims
[?] brinde dos streams
Eu quero o melhor dins da cor do meu chillibeans
Sou swag, eu sou swing
Demorou entra no ring
O mundo foi contra mim agora eu me encontro fora
Carpete de marfim, rolex que nem marca hora
Mr Dreka ta mudado, veja o sorriso repara na cara
Me jogaram no fundo do poço eu voltei com grana no meu bolso e f* a samara
Não me importo é com nada (hamham)
Quase morri na praia e construi minha jangada
É tipo tom hanks I’m fine good thanks
Saca champs, quero wonderland, boots timberlands
Pau no cú dos seus boybands, merchandise e cleveland
[?] understand as carta tão na minha hand

Um dia me disseram a definição de inferno
No teu ultimo dia que você e teu eu externo
Vão partir pro eterno no reencontro arranjado
Quem você se tornou e quem poderia ter se tornado
E desse reencontro ponto a ser aprendido
Quando tu se enxergar vai tar grato ou arrependido
A vida é uma passarela esperando que tu desfile
Faça um gold letra com teu calcanhar de aquiles
No mundo digital realiade nos sufoca
Essa tal era touch onde ninguém mais se toca
Ninguém se liga nem se interliga ou dialoga só se loga e logo larga
Passo largos pro que não esgota
Solidão compartilhada mundão sinistro
Mais importante que a vivência é o registro
Trocamos as conexões astrais pela wifi
Por isso pede 100 e não pensam pra mãe e pai
Me sinto emissário de novas fases
São milénios no deserto por segundos no oásis

Arbitro de Vídeo (Letra) - Alves