OCTYPE html> PHILHARMONICS (TRADUÇÃO) - Agnes Obel

Philharmonics (Tradução)

Agnes Obel - Letras

Philharmonics (Tradução) - Agnes Obel

Adivinhe quem morreu ontem à noite
Em meias cinza, em todo seu poder
Não foi nenhuma perda
O meu único Deus

Ele caiu, só para se afogar
Em um mar de deleite
Para domar champagne
E as criaturas da noite

Enquanto a água o levava
Ela encheu seus pulmões de dentro para fora
Eu vendi o ouro dele
Por flores e arroz

Falando fogo, ele iria contratar
Peões e camponeses, assim como eu
Para alimentar-se dos conquistados
Mas agora nós estamos livres

Philharmonics (Tradução) - Agnes Obel